quarta-feira, 10 de junho de 2009

Ter-te aqui

As páginas que escrevo,
Nessa lembrança atordoada de ti,
Ainda vivendo na esperança,
De um dia poder ter-te aqui.

Não remei contra a maré,
Se o fizesse estaria longe,
Na tua ausência relembro o passado,
A saudade nos dias de hoje.

Se o tempo voltasse atrás...
Se eu conseguisse ter-te aqui,
Não precisava de alimentar,
Os remorsos de ter sido o fim.

Mas pobre vida que me guia,
Retira o ar, será sempre assim,
Mas se ao menos.. oh se ao menos...
Se eu pudesse ter-te aqui...

4 comentários:

Marta disse...

Ás vezes, é melhor deixar partir...
O fim nunca é fácil, mas a vida é feita de armadilhas e testes...E o segredo é como sobreviver...
Adorei o teu poema....
Obrigada pela visita....
Beijos e abraços
Marta

t i a g o disse...

Muito bonito. E comovente. São essas as palavras que te digo: "Mas se ao menos.. oh se ao menos...
Se eu pudesse ter-te aqui...". Mesmo.

Saudades.

Tiago

De Amor e de Terra disse...

É linda...e há tantos "se ao menos..." nas nossas vidas.


Lindo.
Gostei

Beijos

Maria Mamede

Anjo De Cor disse...

Saudades, aquela palavra tão nossa ;)

Bonitas palavras ;)

Beijinhos*