terça-feira, 26 de maio de 2009

Coração

Bateu tão forte que o senti nas mãos,
A uma velocidade quase estonteante,
Não queria pensar no que se seguia,
Tu eras o mais importante.

Não queria arriscar estar tão perto de ti,
Sentir-te era quase mortal,
Mas a vontade é cega,
E perdoa-me... o pensamento fatal.

Jurei que isto não voltaria a acontecer,
Não te sentiria tão veloz dentro de mim,
Mas quem manda na paixão,
Se o sentimento é mesmo assim?

Não consigo ficar calada,
Nesta alegria tão grande de dizer,
Que perdida e abandonada,
Coração, jamais vou ser!

4 comentários:

t i a g o . disse...

Ohhhhhhhhhhhh *

Gosto de poemas com pontos de exclamação! Poemas convictos! Muahaha!

Carla Capricho Santos disse...

Olá

sentimentos à flor da pele :)
beijos grandes

carla :)*

Anjo De Cor disse...

Excelente, forte, cheio de sentimento gostei muito.... ;)
Bjs*

De Amor e de Terra disse...

Minha querida Menina, bom dia!
Cada vez melhor Patrícia, parabéns!!!
Os Amores e as Paixões, as exclamações e as reticências inerentes...senti essas emoções !

Beijos

Maria Mamede